HOME M.U.N.MANIFESTOESTATUTOS IDEOLOGIA NOTÍCIAS
LÍDERCHANCELARIASECRETARIADOEXÉRCITOAVLJU.R.G.E.N
ESPOLIADOSMOBILIZACAOSIMBOLOSOPINIÃODOAÇÃOVIDEOS
BIOGRAFIA HISTÓRIA DO MUNDOCUMENTOSPHOTO GALLERY

UMA SOLUÇÃO CERTA PARA ANGOLA
UMA SOLUÇÃO CERTA PARA ANGOLA
Contact Us

U N I D O S    V E N C E R E M O S
TUDO PELA   PÁTRIA  NADA CONTRA A  PÁTRIA

ABAIXO O RACISMO
ABAIXO A CORRUPÇÃO 
ABAIXO O TRIBALISMO
ABAIXO O REGIONALISMO 
PRIMEIRO O ANGOLANO 
SEGUNDO O ANGOLANO
O ANGOLANO PARA SEMPRE

POR UMA ANGOLA LIVRE COM DIGNIDADE E NOBREZA À SUA ALTURA
JUNTE-SE A NÓS 
JUNTA-TE AO MOVIMENTO DE UNIÃO NACIONAL

Em Angola, ao término de um ciclo de 40 anos sob o regime tirano, totalitário, despótico e genocida orquestrado por um só partido - O MPLA, surge o MOVIMENTO DE UNIÃO NACIONAL - M.U.N.

É fundamental, uma nova força política, nova concepção de sociedade, novo sistema político, novo sistema de pensamento que, destrua o atual desequilíbrio e crie um novo e harmonioso equilíbrio, beneficiando todos no geral, trazendo justiça a um povo que foi injustiçado ao longo de séculos e, em particular nos últimos 42 anos!...

É preciso uma força política que esteja livre do controle e domínio do MPLA.
É necessária uma organização política que pense diferente, que decida agir contra todas as leis e todas as estruturas estabelecidas pela ditadura.
É imperativo um partido político armado capaz de avançar até Luanda não influindo o apoio que o MPLA granjeia dentro da cidade, é imprescindível um partido que não necessite de uma Jamba mas sim de uma Luanda, é preciso um partido com uma nova concepção de sociedade e uma nova visão de política, onde negros, brancos e mestiços angolanos se sintam donos do partido e todos rumo ao desenvolvimento de uma Angola sem ditadura, sem o MPLA...
Assim, convidamo-lo a fazer parte desta última e sagrada Revolução.
ANGOLA PRECISA DE TI…















Para se tornar membro do M.U.N., discorre-se num processo muito fácil e rápido, com requisitos muito básicos, por estarmos à mercê de uma revolução. 

Primeiro requisito é a autoconsciência do cidadão em aspirar fazer parte do MOVIMENTO DE UNIÃO NACIONAL. A sua consciência deve reconhecer que o País carece de uma mudança absoluta e imediata que, tu és a pedra angular para concretizar o sonho de todos os angolanos A PÁTRIA dos nossos sonhos, dos nossos ideais e que esta mudança deve acontecer atuando como um elemento capital no seio do MOVIMENTO DE UNIÃO NACIONAL.
Sentir-se um verdadeiro angolano, a sua raça, o seu sotaque e o sítio de nascimento não nos importa, desde que tenhas ligação de sangue e de história a Angola, saiba que és bem-vindo (a).  

Em segundo, o interessado deve procurar conectar-se diretamente ao website ou nas páginas de mobilização e conexão social como facebook, ou através de um elemento do MUN e expressar a sua vontade de se tornar membro e solicitar, uma ficha de membro e preenchê-la.  
Em terceiro, preencher a ficha de membro que o obrigará mais tarde a apresentar-se a um Delegado da Organização para o juramento Partidário que simboliza o seu compromisso com a Revolução e o Estado através do M.U.N.
A outra forma é escrevendo para o partido através do correio eletrónico info@mun-patria.com pedindo a sua filiação.









DEUS
PÁTRIA
FAMÍLIA
.KARL MPONDA  NA VOZ DA AMERICA
# NÃO SOMOS DA CLASSE DO REGIME
#NÃO SOMOS DA CLASSE DA OPOSIÇÃO 
#SOMOS DA CLASSE DA SOLUÇÃO

ATRAVÉS DO FARA O MOVIMENTO DE UNIÃO NACIONAL LEGALIZA-SE OFICIALMENTE NOS ESTADOS UNIDOS DA                  AMÉRICA
Algumas Organizações e, pessoas individuais que apoiam os ideais do Movimento de União Nacional, na capital Norte Americana, decidiram desta vez dar o apoio máximo, naquilo que se considera o início do fim da ditadura e, no dia 12 de Dezembro de 2016 o MUN foi reconhecido, legalizado e registado com o numero 6398. 
clique na seta para regressar ao topo da  página
Volte sempre a barra de menus para aceder a outras página
"ANGOLA PODE SER, SE NÓS QUISERMOS UMA GRANDE E PRÓSPERA NAÇÃO "
Volte sempre a barra de menus para aceder a outras página
clique na seta para regressar ao topo da  página
clique na seta para regressar ao topo da  página
O VIDEO DO MÊS / THE VIDEO OF THE MONTH


NOTÍCIAS INTERNAS DO PARTIDO 
 INSIDE  PARTY NEWS IN ENGLISH 
MEMBERS OF THE NATIONAL COUNCIL 


APPOINTED BY THE CHANCELLOR LEADER OF THE PARTY

n
DEUS - PÁTRIA - FAMÍLIA 
MOVIMENTO DE UNIÃO NACIONAL 
uma coligação dos seguintes Partidos Politicos:  
Partido Nacional Deusista Deocrático de Angola
Partido Independente Deusista de Angola
©MUN 2017 REPÚBLICA FEDERAL DE ANGOLA


HOME M.U.N.MANIFESTOESTATUTOS IDEOLOGIA NOTÍCIAS
LÍDERCHANCELARIASECRETARIADOEXÉRCITOAVLJU.R.G.E.N
ESPOLIADOSMOBILIZACAOSIMBOLOSOPINIÃODOAÇÃOVIDEOS
BIOGRAFIA HISTÓRIA DO MUNDOCUMENTOSPHOTO GALLERY

MOVIMENTO DE UNIAO NACIONAL  -  BEWEGING VAN DIE NASIONAAL UNIE  -  MOUVEMENT DE L'UNION NATIONAL  -  MOVEMENT OF NATIONAL UNION
JUNTA-TE À SALVAÇÃO DE ANGOLA - JUNTA-TE À SALVAÇÃO DE ANGOLA -JUNTA-TE À SALVAÇÃO DE ANGOLA -JUNTA-E À SALVAÇÃO DE ANGOLA 
 NEWS - NEWS - NEWS 
Friday June 01 ,2018


Continuação na pagina de notícias


 AN SPECIAL VIDEO TO WATCH 
 HOW  CAN'T WE BELIEVE?





UM VIDEO ESPECIAL PARA VER

COMO NAO ACREDITAR?






NEGADO PELA OPOSIÇÃO E O POVO ABRAÇA A IDEA

                         



Continuação na pagina de notícias
  • info@munangola.com  (para informação geral)
  •                                                       (para assuntos Ideologico )
  •                                    (para assuntos de Exercito e  Recrutamento militar)
  •                                                       (para partilhar noticias)
Dr. Karl Mponda Interview by the local Newspaper Republica inside Luanda  The Opposition have no legs  to win the Regime

read the interview in the Noticia Link english page


     FALECE EM LISBOA A NOSSA  CONSELHEIRA 
MARTA INGLES (AVO MARTA)





.


a historical landmark for the first time within Luanda Angola the MUN held its first Press Conference. the regime must be faced

Ermelinda Freitas Diplomata do MUN para a CPLP
Continuação na pagina de manifesto
Continuação na pagina de manifesto
Continuação na pagina de manifesto
Continuação na pagina de notícias