HOME M.U.N.MANIFESTOESTATUTOS IDEOLOGIA NOTÍCIAS
LÍDERCHANCELARIASECRETARIADOEXÉRCITOAVLJU.R.G.E.N
ESPOLIADOSMOBILIZACAOSIMBOLOSOPINIÃODOAÇÃOVIDEOS
BIOGRAFIA HISTÓRIA DO MUNDOCUMENTOSPHOTO GALLERY

UMA SOLUÇÃO CERTA PARA ANGOLA
UMA SOLUÇÃO CERTA PARA ANGOLA
Em honra da nossa história e orgulho daqueles que a construíram, a Rainha Ana de Sousa Nzinga Mbande, foi escolhida pelo Movimento de União Nacional como patrona da AVL a imagem de uma mulher poderosa diplomata bilingue, sábia e batalhadora a Nzinga Mbande é a imagem de representação da AVL.

Ao seu lado está a grande Faraó, a Rainha do Egito Nefertiti, por nos considerarmo africanos com o conhecimento da nossa antiga história. Até ao surgimento e divisões de Países, reconhecemos um poder extremo e vindo do Egipto como nossa Casa Africana, onde parte a sabedoria, a inteligência e o poder. O Egipto tem um lugar especial, no seio daquilo que carregamos como África Nossa e a Rainha Nefertiti torna-se uma das ícones ao lado da Rainha Nzinga Mbande.
.
SOU 
ANGOLANA
A LIGA DE TODAS 
 AS MULHER  
​AFRIKAANSE VROU LIGUE (AVL) - アフリカ女リーグ-  LIGUE DE LA FEMME AFRICAINE - 아프리카 여자의 리그 - LEAGUE DER AFRIKANISCHEN FRAU  
رابطة المرأة الأفريقية  - LIGA DE LA MUJER AFRICANA-非洲妇女联赛- LEAGUE OF AFRICAN WOMAN- ЛИГА АФРИКАНСКИЙ ЖЕНЩИНЫ ליגת נשים אפריקניות
Por mais poder, inteligência, força, riqueza, génio, que um homem possua, ele nasce de uma mulher, até mesmo, aqueles que a sociedade considera serem homens especiais tais como: Jesus o Nazareno, Profeta Muhammad, Gautama Budha, Confúcius, Sun Myung Moon, Simão Kimbango, Simão Toko, Santos e Aábios. A vida de todos eles, em algum momento dependeram dos cuidados de uma mulher.

É aqui, que começa a nossa reflexão para resolvermos a questão de Angola. Depois de 40 anos sob uma ditadura e opressão, onde a mulher se tornou num objeto maltratado e pisoteado pela forma desdenhosa como o governo olha para elas. A nossa Ideologia e o sistema político Deocrático ensina-nos sobre o poder da dualidade e reciprocidade, uma das leis que rege o cosmos, nosso micro universo: o ser humano. 
A título de exemplo; comecemos por observar o fenómeno de luminescência; para termos luz necessitamos da energia que flui através de positivo e negativo. Se este princípio for ignorado, ser-nos-á impossível ter luz. Um outro exemplo entre milhares é que, para vivermos precisamos de respirar e inspirar, etc.

Esta lei da dualidade e reciprocidade faz com que o Movimento de União Nacional considere a mulher, parte integrante na finalização do processo de reestruturação do Estado. Não venceremos e não teremos êxitos, se não colocarmos em prática o princípio universal da dualidade e reciprocidade, neste caso, a relação entre homem e mulher torna-se primordial, onde todos têm o papel capital e primordial. No MUN a mulher não deve ser considerada cidadão com papel secundário.
.



A A.V.L. é uma Organização interna do MOVIMENTO DE UNIÃO NACIONAL (Partido Nacional Deusista Deocrático). É um departamento autónomo no seio do Partido, que tem como propósito despertar a mulher angolana, trabalhar na segurança absoluta de que a mensagem geral do partido seja levada a todas as mulheres da nossa Pátria. 
A AVL por ser uma Organização política Patriótica Deusista com uma magna missão, ela tem o dever de mobilizar a mulher para as fileiras partidária mas, também mostrar a capacidade que ela possui, de como chave incontestável na mudança histórica da Providência da restauração do ser humano e da nossa Sociedade em geral. 

A A.V.L. provoca o equilíbrio espiritual e físico para as nossa famílias, por ser Deusista. Concluímos que a Família é o elemento básico para que, o nosso Estado possa recomeçar uma nova etapa da nossa história para que o Povo volte a viver com a dignidade do seu nome - Povo Angolano.
Se a mulher é o elemento básico na procriação, ela deve ser considerada igual ao homem. A mulher não deve ter um papel secundário na sociedade mas sim, primordial junto do homem, partilhando as tarefas de igual para igual.
Nos 50 anos de independência dos países africanos as nossas tradições remotas não nos levaram ao desenvolvimento. O balanço que se faz é NEGATIVO. Por esta razão somos forçados a implementar uma nova e outra visão sobre a sociedade e a família, onde a mulher e o homem são os elementos básicos.
Chegou o momento de acabar com as atrasadas e vergonhosas práticas. As mulheres não deverão mais ser posta a público para cantar e dançar para os políticos, velhos atos vergonhosos que não levarão a lado nenhuma no que tange à evolução da mulher Africana e a sociedade em geral.
As mulheres devem ser solidárias umas para com as outras, ou seja, se as que trabalham nos gabinetes não aceitam dançar para um político qualquer, porquê permitir que as senhoras rurais sejam exploradas e humilhadas deste jeito?
Nenhum partido deverá pôr as senhoras a dançar, a cantar para os seus presidentes. Para o MUN através da AVL isto é considerado abuso e falta de consideração para aquela que nos deu vida. 
A AVL convida todas as nossas amigas, comadres, desde a mulher zungueira, militar, policial e operária para unirmo-nos numa causa justa. É aqui onde a cor da pele não tem voz, a vestimenta não importa, o tamanho do corpo não faz diferença, a classe social não influencia mas sim, o sorriso que carregamos por toda Angola para as crianças que precisam de nós. Mães eternas, mães mesmo para aqueles que dirigem a sociedade, quando reconhecermos que somos eternas mães e que qualquer um, não importa a sua capacidade intelectual e o cargo que ocupa na sociedade, necessitará sempre de uma mulher ao seu lado, aí cada mulher angolana, negra, branca e mestiça poderá olhar para si e dizer valeu ter integrado a AVL.
A AVL abre as suas portas para todas as mulheres angolanas que desejem tomar parte na reconstrução da sociedade. Por isso o momento certo é este, a mulher deve entender que jamais deverá ser tratada como elemento secundário na sociedade, mas sim igual aos homens.

DIRECTORA   
VICE-DIRECTORA  
PRIMEIRA SECRETARIA  
COORDENADORA  
PORTAL  DA 
COORDENADORA  
COORDENADORA  
COORDENADORA  
COORDENADORA  
COORDENADORA  
Professora Susana Menezes  
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 
COMO DETECTAR UM PARTIDO ERRADO CONTRA OS VALORES 
E O DESENVOLVIMENTO DA MULHER

Quando um partido, um governo bate numa mulher, desrespeita as mulheres, não consegue estabelecer um plano e um projeto para as mulheres, sabe apenas mantê-las, feito manadas, vestidas de camisolas e lenços gritando em apoio aos políticos.
Saibam que estão do lado errado e que estas organizações políticas não deveriam ter nenhum apoio advindo do lado das mulheres.

Quando um partido coloca centenas de mulher a dançar, cantar, gritar slogans políticos, mata as mulheres. É hora, para que cada mulher angolana decida e abandone estas organizações políticas com práticas arcaicas e falidas.

A AVL abre as suas portas a todos. Ela está estabelecida sobre a fundação dos princípios Deocráticos. AVL é uma organização totalmente antirracistao e anti tribalista.
A A.V.L. reúne mulheres negras, brancas e mestiças, todas são consideradas iguais, onde há uma única missão: Devolver à Pátria a Sua Grandeza.

Ao fazer parte da A.V.L. Não te assustes se o teu Líder não for da tua raça. Para nós as raças não existem, mas sim o cidadão, o patriota. Carregamos todos um só ideal.
Nesta fase revolucionária a idade para pertencer a AVL compreende a fase dos 17 anos aos 100 anos.

Não importa a classe social, a forma de vestir, o nível académico, nível e estilo de vida, se andas descalça ou não, na AVL encontrarás o teu lugar. Toda mulher independentemente de quem seja, encontrará lugar na AVL e sentir-se-á à vontade, não é a sua aparência que conta, mas sim, a sua dedicação a esta revolução. O teu impacto está na sua entrega total à causa do ESTADO.
Da Doutora à Zungueira pela primeira vez sentam–se à mesma mesa e falam a mesma lingua, os mesmos termos, o mesmo conhecimento, tudo em prol da Pátria e nada contra a Pátria.









O VERDADEIRO PARTIDO 
ONDE A MULHER ANGOLANA DEVE MILITAR
PARA O SEU BEM  E O BEM DA NAÇÃO


Cada mulher deve-se sentir honrada, suportada, considerada como sendo alguém com um papel superior na sociedade. O MUN através da AVL insiste na lógica da nossa ideologia e sistema político. 

Se jamais houver luz sem a união harmoniosa entre o positivo e o negativo, então jamais haverá desenvolvimento sem a consideração absoluta do papel da mulher na sociedade
Quando encontrares um partido a expor estas verdades e, se o mesmo tiver um plano concreto para o ESTADO onde a mulher é tida como actor principal, então tu deves aderir a este e acabar com as cantadas, danças, incentivos de prostituição e movimentações em massa à mercê da poeira vestindo-se de camisolas e bandeirinhas adorando homens ditadores.
Se fôr para vestirmos as camisolas, devemos primeiro saber qual é o nosso papel fundamental na sociedade. Precisamos de uma mensagem direta e concreta, um discurso que mude a conceção da sociedade sobre a mulher. Só assim colocaremos as camisolas da diferença e bater de porta em porta, despertando as senhoras à volta do país inteiro.
Todas aquelas mulheres que aderirem à AVL descobrirão o quanto são importantes na sociedade e jamais dançarão e cantarão para um líder qualquer, mas sim trabalharão de igual para igual com os homens. Só assim construiremos uma Nova Nação.  

No futuro Estado preconizado pelo Movimento de União Nacional, a mulher é considerada como a Rosa de Aço com a capacidade de ter grandes realizações e vitórias sem qualquer missão ou tarefa que lhe seja confiada. 
A mulher é o segredo do sucesso e do poder, devemos devolver à mulher a sua missão; na antiga Roma, a Grécia, os Impérios, as Sociedades Secretas, o início da formação da Igreja, nas histórias da Bíblia, a mulher sempre teve um papel importante. Deus trabalhou com mulheres e teve sucesso, trabalhou com os homens e houve muito fracasso.
Se descobrirmos este poder adormecido na mulher e usarmos a sua capacidade, o angolano não dará conta dos anos perdidos na ditadura porque o Estado Novo restruturará o país em pouco tempo porque, as mulheres angolanas descobriram o seu valor e sua importância e os homens ajudarão para que elas se sintam iguais, com os mesmos direitos e deveres, com oportunidades iguais na formação acadêmica, no emprego, no salário, em qualquer parte da sociedade; do cidadão comum ao agente do Estado, militar, polícia, serviços secretos, política e empresária.
Para a edificação da Pátria e a restauração do Estado, da segurança, da imortalidade da nossa nação. Junta-te hoje mesmo à A.V.L. rumo a uma Angola onde a mulher é uma DEUSA. 
A A.V.L. ESPERA POR TI

A Bandeira da AVL é retangular com uma cor dominante: a branca, duas linhas horizontais sobrepostas com as mesmas dimensões a cima de cor azul e em baixo de cor vermelha no meio está um circulo com o  simbolo de dar e receber em duas cores azul e vermelha e no meio do circulo esta a aguia  da AVL, a aguia com as asas abertas e as escrita AVL. No lado direito do circulo estão colocadas 9 linhas azuis divididas em bloco de três grupos com mesmas dimensões.  No lado esquerdo do circulo estão colocadas 9 linhas vermelhas divididas em bloco de três grupos com mesmas dimensões

SIGNIFICADO

O CIRCULO EMFORMA DE DAR E RECEBER  : representa a filosofia do Partido (Deocracia) escrita sobre a base do Deusismo. reciprocidade e dualidade entre seres humanos e o resto da criação simboliza a circulação harmoniosa que existe no seio da Organização.
A FACHA BRANCA: representam a transparencia, o amor, a justiça a Paz 
AS DUAS CORES : o azul simboliza o espirito de desafio, desenvolvimento e organização. a cor vermelha simboliza o espirito de sacrifício, determinação  
A AGUIA DE ASAS ABERTAS NO MEIO DO ESCUDO: representa o valor da mulher na sociedade onde deve ser ouvida e considerada. 
AS QUATRO LINHAS VERTICAL SOBRE POSTAS : Simbolizam o fundamento de quarto posições a base de equilibro no Cosmos Universo e na sociedade 
AS LINHAS CURTAS DIVIDIDAS EM BLOCO DE NOVE: Representam as 18 Províncias de Angola  

 

O segredo e a magia do poder encontram-se na mulher.
Para termos certeza e segurança de que o futuro Estado vencerá os desafios em benefício do povo, devemos primeiro despertar o poder adormecido na mulher Angolana. Quando o Estado reconhecer o valor da mulher e, confiar-lhes tarefas grandiosas sem temor então, diremos com toda a certeza que a revolução e o sucesso do ESTADO NOVO são uma veracidade. 




Poder  da Mulher
REFLECÇÃO
AQUI A SUA PALAVRA VALE PERANTE TODOS 
A partir dos anos 20, a mulher adquire uma nova imagem na sociedade, pois passou a ter: direito ao voto, direito à igualdade na educação, no trabalho e no salário, no trabalho passou a haver licença de maternidade, direito ao divórcio, direito de contrato, direito de propriedade, direito à sua autonomia, direito à integridade do seu corpo tendo assim direito ao aborto e direitos reprodutivos, passou a haver proteção de mulheres contra a violência doméstica e ao assédio sexual.

É sabido que o homem é o sexo forte e é quem possui poder dentro do seio familiar, mas tal como diz o ditado, por detrás de um grande homem há sempre uma grande mulher.

No MUN, a mulher tem um lugar preponderante e de extrema importância, onde pode opinar e saber valer a sua opinião, sem qualquer tipo de discriminação, sem distinção à cor da pele, raça, formação, crenças religiosas, estrato social, reinando a sua inteligência e bravura.

Diz-se que a mulher é um ser falador e frívolo, mas também é quem mais medita e reflete sobre os seus atos, transcrevendo tudo o que sente, sem qualquer tipo de receio.

Dentro do nosso movimento, a mulher africana poderá sentir-se em segurança e terá toda a sua liberdade de expressão, vista como algo de útil e benévolo.
Esta organização, é o lugar para todas as mulheres debaterem todas as questões inerentes ao partido e não só.
É um lugar em busca de novas ideas para uma nova Angola.


03 de Maio de 2017                                                                                           A Diretora da AVL
                                                                                                                    Professora Susana Menezes

MULHER ANGOLANA NAO IMPORTA ONDE ESTEJAS NO MUNDO JUNTA-TE A NÓS
 

ESTATUTOS 
DA A.V.L.


A.V.L. 
INTRODUÇÃO GERAL 


REGULAMENTO 
INTERNO DA AVL

ESTRUTURA
DA A.V.L


HOME M.U.N.MANIFESTOESTATUTOS IDEOLOGIA NOTÍCIAS
LÍDERCHANCELARIASECRETARIADOEXÉRCITOAVLJU.R.G.E.N
ESPOLIADOSMOBILIZACAOSIMBOLOSOPINIÃODOAÇÃOVIDEOS
BIOGRAFIA HISTÓRIA DO MUNDOCUMENTOSPHOTO GALLERY


AQUI NÃO HÀ RAÇAS TRIBOS CLASSES SOCIAS 
MAS SIM A ANGOLANA EM BUSCA DE UMA NOVA ANGOLA 
AQUI VOCÊ TORNA DONO DO DESTINO DA PÁTRIA

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 
Maria Cadete