HOME M.U.N.MANIFESTOESTATUTOS IDEOLOGIA NOTÍCIAS
LÍDERCHANCELARIASECRETARIADOEXÉRCITOAVLJU.R.G.E.N
ESPOLIADOSMOBILIZACAOSIMBOLOSOPINIÃODOAÇÃOVIDEOS
BIOGRAFIA HISTÓRIA DO MUNDOCUMENTOSPHOTO GALLERY

UMA SOLUÇÃO CERTA PARA ANGOLA
UMA SOLUÇÃO CERTA PARA ANGOLA
Hegneo Doque
Director da JURGEN 


Partner Name
1. Da iniciação à décima segunda classe estudos sem custos.

2.Organizar o sistema do ensino.(consultar o documento Ensino no Estado Novo) 

3. Construir 3 bibliotecas por cada bairro, uma gigantesca e duas normais 

4.Incentivar a juventude a estudar a engenheira, mecânica informática medicina e matemática

7.Criar programa de compectividade entre Estados, nas áreas de Cultura geral, esporte e música

8.Criação da Casa PIA onde serão alojados todos os miúdos de rua para receberem educação.

9.Todo o jovem que completar 18 anos deve abri conta Bancária e receber um credito que vai de 100 a 500 dólares dinheiro será devolvido ao Estado com alguns juros no seu primeiro emprego.

10.Será proibido a jovens de ficarem estagnado sem fazer nada todos devem fazer algo.

11.O Governo criará por cada Estado atividades e programa para que os jovens participem, e a participação sera controlada através dos seus cartões e numero de segurança social

12.A aprendizagem da língua Afrikaans será gratuita e facilitará a obtenção do emprego, centros de línguas serão abertas a volta do País.

13.Construção de mais escolas onde as escolas serão dividia por condado e cada condado deverá possuir 10 escolas o mínimo. Será obrigatório cada aluno fazer as inscrições juntos dos Parentes.

14.Todas as Escolas deverão ter só um turno das 8h00 as 15h00 os alunos que perderem as vagas deverão solicitar as matriculas nas cidades vizinhas tais como na vila de Katete (Alenthdorp), Sumbe (Novo Redondo), Caxito (Holdenburg) e Roosterdham “Distrito” cidade projeto na beira dos dois lados do Rio Kwanza a caminho do Sumbe para se evacuar Luanda isto é para os residentes de Luanda, uma das razões para que os Estados e cidades vizinhas tenham condições iguais a cidades maiores.

15.O Estado vai colocar o transporte escolar para recolher todos os alunos a nível da cidade a partir das 6h00 as 7h30 para a recolha e das 15h00 a 18h30 para a recolha. Os autocarros escolares vão até 18h30 por razões das atividades depois das aulas (after school) que deverão ser do conhecimento dos parentes sob o controle total da Escola, as actividades serão divididas em aulas especiais, esporte e atividades culturais, resoluções de tarefas e muito mais.

16.Cada Escola deverá oferecer pequeno almoço e lunch para os alunos, a comida deve ser controlada pela saúde o Leite e vitaminas devem ser a base do alimento.

17.Todos os cidadãos terão direito de abrir escolas privadas que serão sob o controlo do Estado e receberão o apoio igual as escolas do Estado para facilitar o Sistema de educação.

18.Nenhum professor será aceita sem ter formação pedagógica os que já estão no serviço deverão receber reciclagem e estudar completar o seu nível requerido pelo Estado.

19.Cada jovem deverá saber como obrigação e dever respeitar o professor na escola e fora da escola.


20. Nenhum professor e estudantes podem trocar contactos telefónicos pessoais, todos os contactos entre alunos, seus parentes e professores devem ser através de contactos oficias da Escola isto é telefone, e-mails e cartas, todos que violarem estas normas serão condenados acusados contra as leis pedagógicas e servirão 6 Meses de cadeia e multa ao equivalente a 3 mil dólares na moeda local, o aluno regressará as aulas depois de ver a sua penalidade suspensa e o professor ficará sem emprego durante um ano e será obrigado a receber aconselhamento académico durante todo o ano que não estiver a trabalhar.

21.Todos os jovens residentes no estrangeiro deverão registar-se nas Embaixadas para receberam programas patrióticos e muito mais, ao seu regresso um cartão consular será exigido no Aeroporto na sua chegada.

22.A educação será dividida em 5 partes: (1) da crèche a kindergarten os alunos usarão roupa casual (2) da 1 classe a sexta classe, introdução de uniforme com dimensões acreditados pelo Estado, saia blusa para meninas calção e camisa para os rapazes meias cumpridas até ao joelho e gravata (3) dois anos de Ciclo de Orientação 7 e 8 classe, middle School uso de uniforme saia e blusa para meninas e a introdução de calça para rapazes (4) High School da 9 a 12 classe uso de uniforme saia e blusa para meninas e calça para rapazes (5) Ensino Universitário e Professional.

23.Nenhuma criança ou adolescente, deve comprar cerveja, a cada venda da cerveja deve se verificar o bilhete de identidade. Depois das 18 nenhum adolescente deve estar na rua sozinha caso ao contrário será levado pela polícia e entregue ao serviço de criança que contactará os Parentes
24.Por sermos africanos com cultura estabelecida no respeito e valores será proibido um menor de idade chamar um mais velho ou adulto pelo seu nome.

25.É proibido lutar ou atos de género sob pena de prisão 30 dias e trabalho nas lavras do Governo e uma multa maior, cada jovem e não só deve aprender a discutir sem tocar alguém no corpo a sós ou na via pública e não só.


 DIE JURGEN AFRIKAANS
LA JURGEN FRANCAIS 
THE JURGEN IN ENGLISH
LA JURGEN
 EN ESPAÑOL
CLICK ON THE FLAG FOR THE TRANSLATION
CLICA EN LA BANDERA PARA LA TRADUCCION
CLIQUER SUR LE DRAPAUX POUR LA TRADUCTION
1.Ensinar a DEOCRACIA, o Deusismo como sistema politico  e Ideologia  apaz de  estruturar a nossa Sociedade e criar uma personalidade unica e reconhecivel anivel do continente e do Mundo.

2.Ensinar e incentivar entre a juventude o espirito Patriótico como um Dever De um  bom cidadão.

3.Transmitir a verdadeira história de Angola a Juventude.

4.Criar líderes que deverão dirigir a Nação no futuro onde o racismo, tribalismo e a corrupçao, devem ser entendidas como crime contra a segurança do ESTADO.

5.Compete a JURGEN incentivar a juventude o espírito do desporto,  acampamento/convívio, Trabalho, resistência, decisão, competicao, eficaz e obediência   absoluta.

6.Induzir a juventude dos valores da Sociedade, onde o respeito pelo mais velhos é um dever. Cada Jovem deve consciencializar-se de que um dia também chegará à velhice e necessitará de ajuda dos outros jovens.

7.Introduzir na juventude o espírito de camaradagem entre rapazes e raparigas com direitos e deveres iguais. 

8.Incentivar a juventude de participar nos serviços obrigatórios do Exército e Polícia do ESTADO, depois do fim dos estudos secundário, antes de ingressar em qualquer formação Universitária ou Estudos Superiores.

9.Introduzir na mente da nossa juventude o espírito de luta, de batalhar e nunca desistir.

10. Ensinar a nossa Juventude o respeito absoluto pelas Intituições estabelecidas pelo ESTADO tais como: a Constituição, o Hino Nacional, a Bandeira, os edifícios do Governo Federal e Estatal, como lugares de respeito onde e tratado os Assuntos que regem a governação da nossa Nação.

11.A juventude deve exaltar com orgulho, determinação o Hino à bandeira do (Partido e ) do Estado.

12.A Juventude, por ser a Guarda Especial da Nação, deve estar sempre atenta na defesa do Partido e do Estado, vigiar atenta e permanentemente, por forma, que não se infiltre na nossa Sociedade elementos estranhos e nefastos que possam destruir a nossa Sociedade unida e harmoniosa, onde Negros, Brancos e Mestiços são irmãos, com um só dever e missão, proteger o ESTADO e manter a ordem, a disciplina e ser o exemplo absoluto para herdar valores do ESTADO de amanhã.

13.Incentivar a juventude na aprendizagem de uma das da línguas nacionais à sua escolha e o Afrikaans .

14.Ensinar a respeitar a Hierarquia do Partido e da Nacão. A JURGEN tem um uniforme próprio.







15.Proteger e cuidar dos bens Públicos, Rotundas, Edifícios, Ruas e Avenidas, Parques, Praias, Feiras, Cinemas Sala de Espectáculos, principalmente os edificios Federais  simbolo do Governo Federal e Estadual etc..

16.Incentivar o espírito de Trabalho beneficiário e/ou comunitário, voluntarios em prol da Sociedade.

17.Incentivar o espírito de Estudo e de formação académica. Respeitar e considerar as diferencas de genero(respeitar as meninas  e respeitar os rapazes)

18.Incutir a juventude para o espírito de auto-estima. acreditar sempre em si e saber que  naoimporta o seu niveloque faz como trabalho o niveleconomico da sua familia  ele e parte da Nacao e elemento importante para se manter a Nacao no nivel ideal quie preconizamos  e uqe todos merecem a atencao do ESTADO 

19. Criar e incentivar a juventude o espírito de sacrifício pelo seu Líder, pelo seu chefe, pelo seu dirigente, pelo seu colega, pela sua família, pelos seus vizinhos pela sua sociedade e pela sua Nação.

20. Aceitar qualquer missão que lhe for confiada como um desafio a vencer. criar o espirito de competicao e saber perder e agradecer o vencedor prometer ganhar na proxima

21. Proporcionar a juventude ajuda piscologica e religiosa e que acredite plenamente na existência de Deus como o Ser Superior, e considerarse como um soldado celestial pronto na defesa doco-cidadao. ensinar  e ensistir na seguinte frase do evangelho: Nao vale apena amar Deus se nao amar o seu proximo 

22. Organizar marchas pelas avenidas da Cidades e vilas com Bandeiras e pancartes com dizeres de apoio ao Governo e a Nação entoando canções Revolucionárias no sentido de afirmar a sua devoção ao ESTADO

23. Participar no desporte para maneter-se  saudavel, como desafio pessoal aprender um estrumento musical da sua escolha na escola.

24. Nunca acreditar na politica estranger sem analizar primeiro tudo, saber que  viovemos num Mundo de propaganda continua. sempre consumir comprar o que e nosso oque e nacional antes de comprar algo dos outros Pais , marchar sempre para exigir o Governo criar condicoes nacionais que permitira o Povo ser independente economicamente e evitar depender dos estrangeiros

25, colocar na mente da juventude a seguinte verdade: Se nehum Pais estrangeiro fara algo para nos  o que niguem destes Paises gostara  ver a evolucao da nossa Patria 

A JURGEN tem um lema próprio pronunciado com força e energia:                

“A PÁTRTIA NÃO SE NEGOCEA, MAS DEFENDE-SE…            
  QUE DEUS SALVE A PÁTRIA”.

"A PÁTRTIA NÃO SE NEGOCEA, MAS DEFENDE-SE… QUE DEUS SALVE A PÁTRIA”
A JURGEN (Juventude Revolucionaria Guarda Especial da Nação) é um orgão autónomo dentro do Partido que tem uma missão importante que é a educaçao da nossa Juventude, principalmente transmitir a nossa juventude que o Movimento de União considera como a base legítima, a continuação de uma revolução que manterá a nossa dignidade, carácter, liberdade e independência, cujos valores o MUN se debate hoje por eles.

Por considerar o papel da Juventude no Futuro Estado, o MUN estabelece o Departamento da Jurgen, como Instituição que deverá ultrapassar as fronteiras políticas e ideológicas em busca de união da Juventude Nacional.

Dentro do Partido a JURGEN trabalha na educação e transmissão do Ideal do Partido e prepara a juventude para assumir os cargos a nível da futura Sociedade. A Juventude Revolucionária é a Guarda Especial da Nação, além do Estatuto e regulamento de Ordem Interna, em que os seus dirigentes se submetem, o Departamento tem um estatuto e um Regulamento de Ordem interna especial para a juventude.

Desde a sua formação como organização política em busca de uma identidade o Movimento de União Nacional, sempre considerou a juventude como elemento primordial e de base para a edificação do Estado, o nosso Líder junto de outros membros centrais do conselho político como Dr. Armando Valeu dedicaram noites e dias a analisar o caso da juventude angolana, importa-nos pouco ter uma juventude partidária enquanto outros permanecerem na ignorância, por esta razão o Departamento da JURGEN é um órgão autónomo dentro do Partido. A nossa ampla visão obriga-nos a ampliar o nosso raio de acção ao benefício da juventude nacional.

A forma como a política é feita em África particularmente em Angola tornou-se caduca, os partidos políticos não deveriam ter uma juventude suportando–os fanaticamente, antes dever-se-ia criar pelo contrário uma agenda nacional de educação juvenil onde os ensinamentos deveriam ter como ponto de partida a base do patriotismo inquebrantável e a nação estaria sempre acima de qualquer partido por mais poderoso que fosse. Tal nível de educação suplantaria qualquer manipulação ou forma de corrupção.

O MUN como organização nacionalista e patriótrica, preocupa-se com certas realidades que a globalização vai oferecendo à sociedade, reconhecemos que até agora os nossos países não têm nada a oferecer à aldeia Internacional a não ser receber e com a ploriferação da media social, a juventude sem norma está em risco.

Se olharmos para 40 anos trás ou voltarmos às nossas aldeias nos será dificil encontrar jovens homossexuais, nós os africanos a única coisa que reconhecemos ostentar desde épocas remotas é a poligamia, algo em que a JURGEN tem na sua agenda como um caso por resolver, o mais agravante hoje é nos encontrarmos invadidos pelo fenomeno que podemos chamar de praga; o homossexualismo e isto está-se a expandir nas maiores cidades onde a juventude tem acesso fácil à revistas, televisão, canais estrangeiros internacionais não sensurados entre muitos outros venenos da agenda internacional maquiavélica. Aceitarmos o homosexualismo coloca a nossa juventude num autêntico risco.


Contact Us
O MOVIMENTO DE UNIAO NACIONAL
 esta pronto a atender os pedidos de todos. Para o seu enquadramento
ou mande um  mail, pedindo enquadramento com todos os teus dados:info@mun-patria.com
Director / JURGEN : Hegneo Doque
MOVIMENTO DE UNIAO NACIONAL
E tempo de repensar angola e Devolver a Patria a sua grandeza

Porquê que nas aldeias não há homossexualismo e sim nas cidades? Isto mostra e prova- nos mais uma vez que esta peste é importada, sofremos sempre a influência vinda de fora.
Já que não contribuimos com nada a nível internacional, só nos resta estabelecer as condições de prenvenção e proteção da nossa juventude que são os herdeiros e a continuidade no nosso Estado, não podemos aceitar tudo que vem do norte(ocidente) devemos resistir, criarmos a nossa personalidade, não devemos aceitar a proliferação dos antivalores Internacional sobre a juventude. A juventude é a continuidade da família da sociedade e da nação.
Hoje nos Estados Unidos da América, um jovem de nome Antoine Dadson leva uma campanha para provar que ser gay é uma opção e ninguém nasce gay, isto só consolida o nosso ideal de que se nas aldeias não há homosexualismo é porque o acto deriva da influência dos arredores Antoine Dadson famosos no youtube permaneceu gay durante 29 anos até que decidiu abandonar, hoje é pai de uma filha.
 Nós a sul do hemisfério, as vezes não percebemos os planos e as agendas dos países super poderosos, hoje difunde-se que o homossexualismo está a ajudar no equilíbrio da popularização no mundo, quer dizer que quanto mais gays na sociedade mais reduzida será a densidade populacional e não se temerá mais a superpopularização sobre o planeta. Estes são os planos macabros. Cada um se pergunte: quantos milhões são os americanos e os franceses? Os Estados Unidos possuem mais de 300 milhões de habitantes. Se quizerem controlar multiplicarão, este deve ser o caso deles. Quantos somos? nem chegamos a 30 milhões, se eles reduzirem a sua população aos 200 milhões. Imagine para quanto teremos de reduzir e quantos sobraremos? Não será isto o desaparecimento de uma nação? Mas como nós não inventamos nem criamos nada somos obrigados a aceitar tudo.

Não podemos ter a ilusão de criar educar a nossa juventude na base do Internacionalismo, temos padrões de vida muito diferentes, a nossa juventude ainda deve criar o hábito de ler, para tal devem-se criar bibliotecas gigantescas, o Governo deve criar programas junto dos partidos, a juventude deverá ser colocada à prova com programas de televisão sobre cultura geral, matemática, história e ademais e ganhar dinheiro, prémios valiosos, o dinheiro do Estado não deve ser apenas gasto em compra de armas ou vivendas na Europa, catar prostituição do outro lado do Atlántico não. Se o Estado tem dinheiro a juventude deve ser a primeira preocupação do Governo.

Esta foi uma das razões que levou o Movimento de União Nacional a considerar a juventude como a vanguarda especial da nação. Temos uma agenda para educar a juventude: as nossas raparigas e os nossos rapazes. O único segredo do Estado deve ser manter a juventude em contínua atividade, para manter o seu espirito focado em algo que alimenta a sua mente e concede vigor ao seu corpo físico, deve se regressar às gigantescas manifestações da juventude; competições nacional, ginástica, escutismo, etc. Acreditamos que iremos ajudar os jovens angolanos a dar o primeiro passo em África e mostrar que temos identidade de competir de igual para igual com os jovens de outros continentes  

O MUN lança um convite a todos os jovens angolanos dentro e fora do país, negros, brancos e mestiços à aderir a organização JURGEN para um novo desafio porque se não o fizermos estaremos a cometer mais um erro como já acontecera à política quando fóramos obrigados a seguir a agenda Internacional sobre a Guerra Fria, os nossos países tomaram parte de um conflito que nem os dizia respeito no final de tudo fomos abandonados nenhum dos beligerantes a nível Internacional velou por nós, hoje devemos fazer algo para que o Estado continue a existir, não como lixeira Internacional mas sim como um País com dignidade.

Que os pais enviem seus filhos e filhas para a JURGEN, não permitam que os vossos filhos passem o dia a dançar para os líderes políticos, cantar para eles, recitarem jogral e poesias a líderes ou quaisquer políticos que pensem apenas no poder e quando lá chegam esquecem-se do que a juventude necessita, hoje temos por prova o MPLA, considera os jovens de arruaceiros por reivindicarem os seus direitos contra a ditadura, esqueceram-se de que muitos deles como José Eduardo dos Santos nos anos 60 juntaram-se À revolução clamando pela retirada do colono com a mesma idade? Isto remonta cabalmente a política feita pelos partidos e seus políticos, por isso o Movimento de União Nacional está disposto a acabar com esse conceito errónio sobre a nossa juventude 

A JURGEN é a unica organizaçãoem a que os jovens devem aderir independentemente de suas afiliações partidárias.
Aprende-se a ser nacionalista e patriota, para o bem do seu pais e da sua família. Garanta a continuidade do nosso país com dignidade sendo membro activo na JURGEN.

Em busca da verdadeira história de Angola e honra dos seus heróis, o Movimento de União Nacional tem em alta conta o Rei Mandume Ya Ndemufayo como um exemplo da resistência e batalhador depois de todo o território nacional ser ocupado pelos Europeus para se formar uma nação, o seu Reino era o único a existir como terra livre até a data da sua morte (06 de Fevereiro de 1917)  aos 23 anos de idade chegando  no  poder  com  17  anos de idade isto e  em 1911.

 O MUN considera o espirito do Rei como exemplo para a juventude que jamais se deva render, deve resistir até o último suspiro. Por ser um verdadeiro cidadão que realmente existiu e não como Augusto Ngangula que é estória fabricada pelo MPLA. 
O MUN homenagea o Rei fazendo da data da sua morte o dia da JURGEN, assim o dia 06 de Fevereiro tornar-se-á na data da JURGEN uma futura proposta para o SENADO no sentido de sagrar esta data como o dia da juventude nacional  




O Rei Mandume Ya Ndemufayo nascido em 1894 e morto em 6 de Fevereiro de 1917; foi o último rei dos kuanhama, um subconjunto dos ovambo do sul de Angola e norte da Namíbia. Rei Mandume Ndemufayo assumiu o Reino dos cuanhama em 1911 e seu reinado durou até 1917, quando ele morreu nas circunstancias não muito claras onde muitos alegam suicídio durante o combate e outros dizem ser morto por tiros de metralhadora, enquanto seu reino estava sob ataque das forças sul-Africanas.


A GLOBALIZAÇÃO NA SOCIEDADE AFRICANA
Em busca da verdadeira história de Angola e honra dos seus heróis, o Movimento de União Nacional tem em alta conta o Rei Mandume Ya Ndemufayo como um exemplo da resistência e batalhador depois de todo o território nacional ser ocupado pelos Europeus para se formar uma nação, o seu Reino era o único a existir como terra livre até a data da sua morte (06 de Fevereiro de 1917)  aos 23 anos de idade chegando  no  poder  com  17  anos de idade isto e  em 1911.

 O MUN considera o espirito do Rei como exemplo para a juventude que jamais se deva render, deve resistir até o último suspiro. Por ser um verdadeiro cidadão que realmente existiu e não como Augusto Ngangula que é estória fabricada pelo MPLA. 
O MUN homenagea o Rei fazendo da data da sua morte o dia da JURGEN, assim o dia 06 de Fevereiro tornar-se-á na data da JURGEN uma futura proposta para o SENADO no sentido de sagrar esta data como o dia da juventude nacional  

O Rei Mandume Ya Ndemufayo nascido em 1894 e morto em 6 de Fevereiro de 1917; foi o último rei dos kuanhama, um subconjunto dos ovambo do sul de


ALIANÇA 
TRANSANTLÁNTICA
HOME M.U.N.MANIFESTOESTATUTOS IDEOLOGIA NOTÍCIAS
LÍDERCHANCELARIASECRETARIADOEXÉRCITOAVLJU.R.G.E.N
ESPOLIADOSMOBILIZACAOSIMBOLOSOPINIÃODOAÇÃOVIDEOS
BIOGRAFIA HISTÓRIA DO MUNDOCUMENTOSPHOTO GALLERY

JUVENTUDE - JEUG -  青少年 - JEUNESSE    청소년  - JUGEND  -  JUVENTUD -青年 - YOUTH - МОЛОДЕЖЬ -נוער - شباب
A Bandeira da JU.R.G.E.N. é retangular com uma cor dominante: a vermelha. 
No meio está colocado um circulo com as escritas Juventude Revolucionária Guarda Especial da Nação e no meio das escritas estão colocadas um rolo de papel uma pluma de Ave, para escrever e um molho de madeira amarrado a volta de num machado vertical; no lado direito do circulo está colocada uma faixa branca vertical paralelamente com as escritas JURGEN de forma vertical. Na ponta de cima do lado esquerdo do circulo esta colocado um escudo branco com uma cruz Templar vermelho
​                                                       



SIGNIFICADO
A COR VERMELHA : a cor vermelha simboliza o espirito de desafio, de sacrificio da total entrega ao serviço da Nação.
O CIRCULO BRANCO COM AS ESCRITAS : representa a pertência da bandeira a JURGEN.
O ROLO E A PLUMA: simbolizam o dever de estudar e revendicar a intelectualidade na nossa terra o espirito de desafio a formação academica.
O MOLHO DE MADEIRA AMARRADO A VOLTA DO MACHADO: simboliza o espirito nacionalista de núnca desistir da Pátria ou qualquer desafio e o desejo ardente em trabalhar. 
O ESCUDO E A CRUZ TEMPLAR: a cruz templar vermelha tornou um dos simbolos do Partido por acreditarmos na ordem, disciplina, obediencia como elementos básicos na reorganização do Estado, assim a cruz vermelha no meio do escudo, representa a firmeza e fidelidade de cada membro da JURGEN perante o Partido e a Nação 
"A juventude que foi destruida pelos ideais comunistas pode enfim, hoje tem a cereza de recuperar a sua dignidade e personalidade e reivindicar o seu real papel na sociedade que é a garantia do futuro,mas para tal o presente deve ser garantido e a JURGEN fará esta histórica Missão "

                                                                                                                           Dr. Karl Manuel Sarney Mponda
FUTUROS DIRIGENTES A CONTINUIDADE DO ESTADO
SOLIDARIEDADE
PATRIOTISMO
TRABALHO
A TRIOLOGIA  DA NOVA JUVENTUDE